sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Atacama, Chile, um lugar do outro mundo! - Parte II

Agora, que já sabem o que é necessário para poderem visitar o deserto de Atacama sem surpresas (aqui), vamos ver os lugares que podemos visitar??? Vamos lá!!!


Como vos tinha dito e devido à elevada altitude em que se encontram, devem começar por visitar os lugares mais baixos, como o Valle de la Luna, o Valle de Marte (conhecido também como Valle de la Muerte) e o Mirador de Kari (e a Piedra del Coyote).

Ficam a poucos quilómetros de San Pedro e são lugares mágicos que fazem justiça aos seus nomes e nos fazem sentir realmente na Lua ou em Marte e são o lugar ideal para ver um maravilhoso pôr do sol! Estes lugares fazem parte de tours de meio dia, por norma.

Valle de La Luna, o primeiro local a visitar e um paraíso em plena Cordilheira do sal, a 13 quilómetros de San Pedro de Atacama, localizado num vale de origem vulcânica que realmente parece a superfície lunar (a NASA já aqui testou veículos espaciais)! É composto por formações de pedra, areia e lagos secos que devido à sua composição salina, sulfato de cálcio, deixam um manto branco surreal! Possui diversas grutas e formações salinas naturais que parecem autênticas esculturas!


   
  


Caverna de Sal é uma das grutas do Valle de la Luna, onde se podem observar pedaços de sal gema e uma visita obrigatória e espectacular!




O próximo local a visitar é o Valle de Marte (também conhecido como Valle de la Muerte), relativamente perto de San Pedro de Atacama e do Valle de la Luna, situa-se na Cordilheira do Sal e é um vale montanhoso e arenoso com incríveis esculturas naturais.






As Três Marias, situam-se à saída do Valle de la Luna e são formações esculturais de quartzo, argila e granito que ao longo dos anos sofreram a erosão do sal e do vento do deserto.



Para terminar a tour com uma vista fantástica sobre os Valles de la Luna e de Marte e assistir a um pôr do sol maravilhoso, chegámos ao Mirador de Kari e à sua Piedra del Coyote. Uma paisagem do outro mundo e de fazer cortar a respiração! Quando o sol se põe o cenário é avassalador com os Andes ao fundo a tornarem-se vermelhos! 




  




Numa excursão de dia inteiro, podem visitar Toconao, o Salar de Atacama, o Salar de Tara e as Lagunas Altiplânicas. Também há excursões de meio dia a Tucanao e ao Salar de Atacama.

Toconao, primeiro lugar de visita nesta tour e cujo nome significa "Lugar de pedras", é uma aldeia com mais de 12.000 anos situada a 40 quilómetros de San Pedro de Atacama e onde se cultivam diversos tipos de fruta. Em baixo o campanário e a Igreja de San Lucas e uma simpática lama que lá encontrámos!





Continuando a viajem, chega-se a Valle de Jere, um oásis escondido no meio do deserto, a 38 quilómetros de San Pedro de Atacama e ao lado da aldeia de Toconao. Aqui encontramos a Quebrada de Jere, formação rochosa que envolve o Rio Jere e onde ainda se encontram vestígios de geoglifos. As águas doces que passam por este vale, além de favorecerem o crescimento de flora natural, permitem o cultivo das mais variadas frutas.





Finalmente chegamos ao Salar de Atacama, a cerca de 56 quilómetros de San Pedro de Atacama e passando Toconao. É um lugar que nos deixa fascinados, sem palavras! Num cenário mágico e surreal, o Salar da Atacama é a maior reserva de sal do Chile, com 3.000 quilómetros quadrados e é um espectáculo sem igual, lar de várias aves andinas e uma grande reserva de lítio, potássio e iodo! Faz parte da Reserva Nacional de Los Flamencos e aqui podemos, por isso, encontrar flamingos Andinos, Chilenos e James, além de outras espécies de aves que se alimentam nas diversas lagoas, como é o caso da Lagoa Chaxa, cujas águas são ricas em artémia. 
Para terminar o dia e a excursão assistimos aqui a um fantástico por do sol! Agora é hora de regressar!
















  


A 89 quilómetros de San Pedro e a 4.200 metros de altitude situa-se o campo geotérmico mais alto do mundo e os Geysers del Tatio! Os montes que o rodeiam chegam aos 5.900 metros de altitude! Este local faz parte de tours de dia inteiro e para aqui chegarmos temos de sair do hotel cerca das 5 horas da manhã, pois a viagem é feita de noite, é longa e sempre a subir......tudo isto porque é durante o nascer do sol que os geysers atingem a sua máxima actividade, ficando depois inactivos até ao próximo nascer do sol.
Como vos disse na publicação anterior: aqui, esta é a tour para a qual têm de estar mais bem preparados, com 3 camadas de roupa e acessórios para se protegem das temperaturas negativas matinais (antes do sol nascer!) e a necessidade de beber água constantemente, para combater o "mal das alturas".......é mesmo de extrema importância!


Mas tudo isto vale a pena, porque ao chegarem aos Geysers del Tatio, defrontam-se com um autêntico espectáculo da natureza: vapores e águas que atingem os 85º e que alcançam 7 e 8 metros de altura! Existem também piscinas termais, onde podem tomar um banho, embora a temperatura cá fora seja tudo menos convidativa! Nós preferimos apreciar um belo pequeno almoço que a empresa Touristour, responsável por todas as nossas tours, preparou para nós.......fantástico mesmo, não é todos os dias que se toma o pequeno almoço num lugar especial como este!












Hora de continuar a nossa tour e apreciar a paisagem que nos rodeia (pois a viagem até aos Geysers foi toda feita de noite). Pelo caminho podem ver vicunhas, lamas, vizcachas, além de cactos gigantes e outras espécies de flora do deserto. Chegamos então a Vado Putana, um lago que é o habitat natural de varias aves aquáticas. Ao fundo o Volcano Putana.......e frio, muito frio mesmo!







Continuando a nossa tour chegamos a Machuca, uma pequena aldeia Andina, situada a cerca de 4.000 metros de altitude, com 20 casinhas e uma igreja que nos faz viajar no tempo! Quem aqui habita, vive do pastoreio de lamas e por isso não é de admirar que aqui se vendam espetadas de lama acabadas de sair do churrasco....nós experimentámos e realmente gostámos!





Hora de regressar a San Pedro de Atacama, que o dia começou bem cedo, mas sempre a absorver a maravilhosa paisagem que nos rodeia!


Além destas tours, gostaríamos de ter feito a tour astronómica mas infelizmente era lua cheia e nesta altura não se realizam estas tours pelo motivo óbvio de excesso de luz nocturna. Ainda assim não deixámos de visitar o Museo del Meteorito, em San Pedro de Atacama, que recomendo vivamente! Aprendi mais sobre o tema em 40 minutos do que em toda a minha vida e simplesmente adorei!
Guias audiovisuais em diversas línguas e exposição de 77 meteoritos (eu toquei num pela primeira vez!). A entrada é de 3.500 pesos por pessoa (4,69 €).





E para saberem tudo o que devem fazer e trazer obrigatoriamente para esta viagem, vejam a minha publicação anterior aqui! Espero que tenham gostado desta viajem fantástica a um lugar do outro mundo! Beijinho enorme!
Leia mais...